Vale a pena assistir à série Dark da Netflix?

Sem spoiler para você ficar curioso e se jogar nessa série que mistura suspense e VIAGEM NO TEMPO.

2

Uma cidadezinha alemã é cenário para o desaparecimento de um menino, o surgimento de um corpo não identificado com estranhas queimaduras e uma história de suspense, que mistura Lost, Donnie Darko e Stranger Things. Será que vale assistir a essa série que já nasce com tantas comparações? Continue lendo o post para descobrir.

A primeira produção estrangeira de terror da Netflix – pelo menos eles consideram assim – estreou 1º de dezembro e faz parte de um acordo de US$ 1,5 bilhão feito entre a Netflix e alguns países europeus para produções audiovisuais. O primeiro “experimento” surpreende pela qualidade das ambientações e narrativa intrincada, mas deixa a desejar por algumas escolhas criativas para facilitar a compreensão da história.

Esses bagulhos também são sinistros

A história gira em torno de uma cidadezinha famosa por uma rentável usina nuclear. Tudo começa quando Mikkel, filho mais novo de três irmãos, desaparece na floresta, que é cenário para diversas sequências na série. Ninguém sabe o que aconteceu com o garoto, mas outros estranhos eventos começam a intrigar as autoridades locais e a atrair misteriosos personagens.

Logo percebemos que existe algum mistério envolvendo a família de Mikkel, já que 33 anos antes seu tio teve destino semelhante. Em paralelo, acompanhamos  a história de Jonas, um adolescente que precisa conviver com o suicídio do próprio pai.

Jonas que ganha um papel muito importante na série.

A série mostra a relação dos moradores dessa cidade, não apenas em 2019, quando a série começa, mas também em anos passados graças ao argumento de viagem no tempo, que a série expôs desde o começo de sua divulgação – por isso não é spoiler! Ao misturar passado e presente – ou futuro, já que estamos falando de 2019 – conseguimos entender a construção dos personagens, que vai se misturando e revelando segredos. Uma forma muito interessante para apresentar essas pessoas de forma gradativa e trabalhar o julgamento da audiência.

As comparações com outras séries e filmes

O sucesso de Stranger Things talvez tenha iniciado uma onda de produções de suspense e nostalgia oitentista. Embora não seja totalmente ambientada na década de 80, Dark traz muitas referências na trilha sonora e no figurino. A fotografia, os personagens jovens e os elementos sobrenaturais também são pontos que se aproximam da série dos irmãos Duffer.

Jaqueta bomber, brinco de mãe e bicicletinha Stranger Things. Tudo que queríamos de volta.

A partir daí podemos lembrar de elementos de Lost como suas misteriosas escotilhas e personagens com intenções ocultas, além da grande capacidade da série produzir teorias. Aposto que se os episódios não tivessem sido disponibilizados tudo de uma vez ao estilo Netflix, muitas discussões e teorias teriam sido criadas e movimentariam a base de fãs. Fica aí a dúvida se esse modelo não estaria matando um pouco essa dinâmica, que tornou Lost memorável pela intensa experiência proporcionada semanalmente aos fãs mais dedicados.

No entanto, a maior semelhança fica por conta do cult Donnie Darko, filme de 2001, que até hoje divide quem assistiu em dois grupos: aqueles que acham que entenderam alguma coisa e aqueles que têm certeza que não entenderam nada. A questão recai não apenas na semelhança do título – Darko e Dark -, mas sobretudo quanto às intrincadas construções narrativas baseadas em viagens no tempo, paradoxos temporais, buracos de minhoca e consequências das ações dos personagens. Alguns elementos também se repetem: um livro sobre viagem no tempo e personagens mortos que ficam andando por aí. Você pegou mais referências?

Cena de Donnie Darko
Uma imagem de Donnie Darko só para você lembrar do filme e ficar com vontade de ver/rever como eu fiquei. Tem na Netflix.

E essa mistura toda vale a pena?

Vale se você gostar dos temas mencionados e não se importar com barreiras idiomáticas, já que a série é gravada em alemão. Vi algumas pessoas comentando a dificuldade de acompanharem os episódios, pois não estavam acostumadas ao áudio, mas sinceramente não vejo isso como algo limitador. Deixar de ver uma série por não ser em inglês é se fechar às produções incríveis de outros países. Além disso, embora seja uma produção alemã, elementos como a trilha sonora em inglês minimizam o estranhamento inicial.  

Dark foi uma boa surpresa, que deixou ainda algumas boas pontas soltas para a próxima temporada. Tem bons personagens e estimula a criação de teorias, mas talvez tenha pecado justamente na forma visual de explicar a relação passado e futuro de uma forma muito ingênua para nivelar a audiência. Os mistérios também deixam a desejar, já que um olhar mais atento pode facilmente desvendar. Fica bem longe do nível hard de Lost, mas vale a pena para quem busca um suspense sobrenatural para maratonar agora no final do ano.

Para conhecer melhor a série

  • Clique aqui e aqui para escutar as músicas da série no Spotify.
  • Acredito que aberturas de séries sejam importantes para passar o tom e conquistar as pessoas, por isso deixo aqui a introdução de Dark, que vem acompanhada de uma ótima trilha sonora Apparat feat. Soap&SKin – Goodbye:

Já viu a série e quer conversar um pouquinho? Então deixe um comentário and let’s talk about!

SHARE

2 comentários

  1. A série foi uma excelente surpresa!

    Apesar de ter achado bem estranha a escolha narrativa/visual que eles tomaram no final do terceiro episódio, eu acho que mais para frente os elementos introduzidos na trama justificam aquilo.

    Tenho minhas dúvidas se a Segunda Temporada vai conseguir manter o mesmo nível, visto que a maioria dos mistérios já foram revelados, e sobraram poucas pontas soltas.

    Muito bom ter um respiro das produções Estadunidenses e ver que o nível de produção da TV alemã é tão alto quanto (salvo algumas pequenas coisas).

    Ótimo texto ;* Beijos!

    • Também gostei de conhecer alguma coisa fora do circuito americano, mas fiquei com a impressão que teve muita influência. Acho que tem ainda alguns mistérios interessantes, sim. Só espero que tenha novas temporadas, pois sei que os americanos não gostam de legendados e tenho medo que não tenha uma boa entrada. Obrigada por comentar, amor! 😀 hahaha

Deixe um comentário maravilindo aqui!

Please enter your comment!
Please enter your name here