A Importância dos Projetos Pessoais

4

Se você ainda não tem um projeto seu – e apenas seu – então é melhor começar a pensar em algum para 2017. Depois você vai me agradecer.

Final e início de ano é sempre uma delícia. A maioria das pessoas é tomada por uma energia de renovação e a vontade de ser melhor em todas as coisas. Entrar para a academia, planejar os estudos, cumprir as metas escritas no cantinho da agenda.

Particularmente, dezembro é a época que mais me inspira criativamente. O resultado este ano, por exemplo, é o retorno à blogsfera – vocês ainda chamam assim?

Estou encarando como projeto pessoal, que é um assunto que tem ocupado meus pensamentos com certa frequência. Muito disso tem origem no blog Vida Organizada da Thaís, alguns livros sobre budismo e uma centena de artigos sobre produtividade do LinkedIn. Além, é claro, de horas de conversas reflexivas com os amigos.

O que você faz com o tempo que é só seu?

Quando separamos nosso dia em tarefas é fácil identificar o tempo que pertence a nós e o tempo que pertence aos outros.

Digamos que das 24h passamos em média de 6h a 8h dormindo e mais 8h trabalhando para uma empresa – isso se você não for a sua empresa, o que pode aumentar o número consideravelmente.

O que sobra são outras 8h para as tarefas domésticas, que garantem nossa sobrevivência. E assim o “seu tempo” vai diminuindo, você acaba cansado e a única coisa que o cérebro deseja de verdade é rolar a timeline por 2h direto. Uma versão moderna do famoso “sentar na frente da televisão para relaxar”. Isso deixa as pessoas deprimidas, vai por mim. Nosso cérebro precisa de descanso, mas rolar timeline só enche ele com mais informações descartáveis.

Gif com uma mão segurando um smartphone e passando a tela. Atrás está escrito "I Need More".

Existe muito tempo sendo desperdiçado no seu dia. Coloque tudo na ponta do lápis e faça os cálculos – mesmo sendo de humanas cheguei a alguns números bem deprimentes.

Isso tudo percebi enquanto fazia uma decupagem da minha vida, tentando entender porque no final do ano parecia que somando “as minhas horas” nada realmente acontecia. Sabe aquele sentimento de vazio depois de ficar as férias inteiras só vendo séries na Netflix?

Concluí que um dos piores vícios é não aproveitar o tempo com qualidade. Gosto de aprender coisas novas, estudar e melhorar minhas habilidades. No entanto, tenho deixado que “o tempo dos outros” tome parte da minha energia criativa.

Não apenas o cansaço estava me deixando desanimada. O fato de não estar usando a criatividade em projetos pessoais começou a interferir diretamente no meu humor e no relacionamento com as outras pessoas, que segundo esta palestra do TED é o que faz a vida realmente valer a pena.

O que são Projetos Pessoais?

Gif animado. Ser que nem eu consigo identificar, porém fofo, feito em line arte e sem cores. Ele junta as mãos e faz um coração.

Qualquer coisa que você faça apenas por você ou pessoas queridas. Coisas feitas com o coração, que tragam sorrisos e sentimentos bons de realização.

Aquilo que tira o sono, porque as ideias estão a mil e não param de chegar. Essa energia que está presente em todos, principalmente no pessoal mais criativo e empreendedor. É a mesma energia que, ao ser reprimida, nos deixa negativos, ranzinzas, ansiosos e deprimidos.

São projetos pessoais: aprender algum instrumento, escrever um diário, escrever um blog sobre aquele assunto que você ama, aprender encadernação artesanal, bordar ou outra atividade manual, planejar uma viagem, participar de alguma ação voluntária, conhecer uma linguagem de programação ou idioma, comprar uma câmera e descobrir que é bom em fotografia, estudar algum assunto especifico que sempre quis explorar, começar a praticar yoga, fazer um curso de cabeleireiro, etc.

De coisas grandes, até as mais simples, esses projetos podem ser a variável que falta para equilibrar a rotina e aumentar sua qualidade de vida.

Por que começar agora mesmo

Listei algumas coisas que percebi em mim e nas pessoas inspiradoras que me cercam. Será que vou conseguir convencer você no final do texto?

1. Você se sente realizado

Projetos pessoais motivam pelo simples fato de você estar fazendo as coisas do seu jeito, sem amarras e com poucas regras. Só isso já ajuda a exercitar a energia da criatividade e ainda traz o sentimento de realização pelas tarefas cumpridas com satisfação. Eles também podem ser desafiadores e ótimos para melhorar a autoestima.

2. Quem faz as regras é você

Tem prazo ou não tem? É roxo ou azul? A liberdade de um projeto pessoal ajuda a relaxar. Tão grande é a liberdade, que você não precisa nem se cobrar se quiser jogar tudo para o alto e começar de novo.

3. Mente vazia, oficina do diabo.

Esse é um dos meus ditados favoritos, pois reflete justamente o poder da criatividade contra a tristeza e o vazio. Projetos pessoais, como falei anteriormente, trazem uma energia boa e podem espantar os pensamentos negativos. Eu, por exemplo, sofro de ansiedade e fazer coisas prazerosas, que tragam qualidade ao meu dia a dia, ajuda a diminuir os efeitos autodestrutivos. Fico mais feliz, disposta e trato melhor as outras pessoas, pois interiormente também estou me sentindo bem e menos pressionada.

4. As coisas podem dar certo

Nem todo projeto pessoal trará resultados materiais. Muitos são apenas pelo sentimento de realização ou agregar conhecimentos, como é o caso de aprender um instrumento. Você não está fazendo isso para virar um grande artista e ganhar prêmios. No entanto, pode ser que no meio do caminho sua habilidade se destaque e você possa aproveitar para ganhar dinheiro ou fazer uma transição de carreira. Histórias de pessoas que largaram a profissão, para viver do que antes era apenas um hobby, estão aí pela internet para serem lidas. Projetos pessoais ainda podem ser uma rica fonte de autoconhecimento.

5. Um ano com significado

Sabe quando lá no começo do post falei sobre “o ano acabar e parecer que não fiz nada”? Trazer qualidade para o seu tempo dá a sensação de plenitude, que está associada às realizações e conquistas. Fica mais fácil listar o que aconteceu ao longo do ano, se nele você aprender e fizer coisas concretas. Se você der significado às suas horas, seu ano será muito mais repleto de boas lembranças. Faça sua luz brilhar. Não deixe que sua vida se resuma a horas roubadas por atividades pouco importantes.

Você tem algum projeto pessoal que faça com o coração? Está planejando algum? Conte nos comentários!

Imagem de capa por Unsplash.
SHARE

4 comentários

  1. Eu adorei o post!!
    Tenho um projeto pessoal – bem, nem tão pessoal solo, mas pessoal em dupla – e esse post reforça exatamente as coisas que penso sobre isso. Vou compartilhar com minha parceira de projeto já.
    Texto super gostoso de ler, Camila. Parabéns <3

    • Obrigada, Carlei! <3 Adorei ver seu comentário aqui. <3 Muita luz nesse seu projeto com a friend. Beijão!

  2. <3
    As vezes a gente acha mesmo que não tem tempo para mais nada, mas na real temos sim. Ontem fez 6 meses que comecei a ir na academia e faz dois anos que mudei minha alimentação (esquece os coffes do SENAC, que aquilo é minha distração…). Cada dia aprendo um pouco mais sobre vida saudável e isso me faz muito bem. Não quero ser um exemplo fitness pra ninguém, mas, cuidar da nossa saúde nos faz melhorar em muitos aspectos de nossas vidas né!

    • Luuuucas! <3 Obrigada pelo comentário maravilindo! Concordo contigo, tem coisas pequenas que trazem muitas mudanças ao longo do tempo! E olha, a gente não precisa ser perfeito pra ser exemplo, não. Basta fazer o bem pra inspirar os outros! Beijões!

Deixe um comentário maravilindo aqui!

Please enter your comment!
Please enter your name here